Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/03/13 às 16h46 - Atualizado em 11/10/17 às 16h44

Brasília e Washington se tornam cidades-irmãs

COMPARTILHAR

A Capital Federal é a primeira cidade da América do Sul a selar um acordo desta natureza com Washington.

Após visitas técnicas trocadas entre autoridades norte-americanas e do Governo do Distrito Federal (GDF), o governador Agnelo Queiroz e o prefeito Vincent C. Gray assinaram, na última sexta-feira (18), o termo de cooperação que oficializa a irmandade entre Brasília e Washington. A iniciativa é um grande salto da capital brasileira, que se torna a primeira cidade-irmã sulamericana da capital dos Estados Unidos. O turismo é uma das pastas beneficiadas pela iniciativa.

A partir do pacto, Brasília e Washington passam a ter vínculos mútuos para o desenvolvimento conjunto de ambas as cidades. Um grande mote, por exemplo, é a preparação da Capital Federal para receber grandes eventos esportivos. “Estamos planejando pelo menos cinco programas estruturantes ao mesmo tempo em que nos preparamos para receber dois dos maiores eventos do mundo, as copas do Mundo e das Confederações. Ficaremos felizes em tê-los como parceiros”, falou, antes de mencionar já ter recebido informações sobre o interesse de empresas americanas na gestão do novo Mané Garrincha, que será concedida em licitação internacional.

A partir do acordo, as duas cidades se comprometeram ainda a estreitar os laços em áreas como educação, turismo, transporte, mobilidade, cultura e negócios. Já há estudos no âmbito do GDF para mandar alunos matriculados nas universidades do Distrito Federal para fazer cursos na George Washington University e na Georgetown University, duas das mais prestigiadas universidades americanas. Da mesma forma, alunos americanos farão cursos em Brasília.

“É um pacto importante que acontece em um momento oportuno. Temos muito a oferecer e muito para aprender. A proposta desta ação partiu dos norte-americanos, o que para nós é uma mostra de que estamos bem vistos também fora do país. É uma oportunidade de desenvolvimento da cidade e da população. Estamos felizes em podermos selar esse acordo”, comentou o secretário de Turismo do Distrito Federal, Luis Otávio Neves, que acompanha o governador na viagem.

A aproximação entre as duas capitais também favorecerá um esperado fluxo de investimentos em projetos estratégicos desenvolvidos atualmente pelo GDF, como o Parque Tecnológico e o Centro Financeiro Internacional.

Neste fim de semana, o governador, a comitiva de secretários que o acompanha e a ministra da Cultura, Marta Suplicy, visitaram o News Museum, onde estão conservador muitos objetos e histórias do ataque de 11 de setembro, na intenção de conhecer melhor sobre a gestão dos espaços museais. O objetivo é implantar um museu em Brasília destinado a expor a história da cultura afro-brasileira.

Nesta segunda-feira, já como resultado do acordo, a comitiva liderada pelo governador faz apresentação sobre oportunidade de negócios no DF a um grupo de empresários reunido pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos.