Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/03/13 às 19h17 - Atualizado em 11/10/17 às 16h44

Brasília participa de entrega de prêmios em Tóquio

COMPARTILHAR

Evento incentiva a criação de novos roteiros para países da América do Sul, principalmente os que compõem o Mercosul

As principais empresas do trade japonês se reuniram hoje (19), em Tóquio, para a cerimônia de premiações voltada para agências de viagens que criam e ampliam pacotes turísticos para o Brasil e países sul-americanos. Cerca de 130 pessoas, entre agentes de viagem, operadoras, companhias aéreas e mídia especializada, participaram da programação, que incluiu rodada de negócios, coquetel, entrega de troféus e jantar com especialidades da culinária Mercosul. A Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF) esteve representada pela subsecretária de Fomento e Eventos Estratégicos, Flávia Malkine, que aproveitou a ocasião para firmar a imagem da cidade como destino turístico.

O evento foi realizado no Park Hyatt Luxury Hotel, cenário do filme Lost inTranslation. O objetivo é inovar a incentivar a inclusão de novos destinos no mercado japonês, principalmente dos países que compõem o Mercosul. Ao todo, as empresas foram premiadas em dez categorias, Melhor Pacote para Turistas Jovens; Melhor Pacote de Performance de Vendas; Pacote mais Criativo; Melhor Pacote Eleito pelo Comitê; Melhor Pacote de Ecoturismo e Melhor Pacote de Novo Destino.

Para Brasília, a cerimônia em Tóquio, cidade responsável por 60% do emissivo do Japão, possibilitou encontros com mídia especializada em turismo, cuja percepção do destino foi um diferencial no mercado japonês, considerando que a Capital Federal oferece cultura, um museu a céu aberto, com natureza que circunda toda a cidade e o horizonte. “As imagens de Brasília encantaram os jornalistas e, com certeza, teremos mídia espontânea e informações bem positivas sobre a cidade no Japão ao longo do ano”, disse Malkine. “Nossa participação foi oportuna, já que nestes últimos anos o número de japoneses que viajaram para a América do Sul cresceu em 30%”, lembrou a subsecretária.

Também participaram do evento os membros da Associação das Agências de Viagem do Japão (JATA) e da Associação dos Operadores do Japão (OTOA). O Brasil esteve representando pelo Instituto Brasileiro de Turismo e pelas Secretarias de Turismo do Distrito Federal, Foz do Iguaçu e Manaus. Representantes e convidados do Mercosul no Japão prestigiaram a ocasião.

Este é o terceiro evento que a Setur-DF participa no Japão. No dia 14 de março, Brasília estreou no mercado japonês em workshop na cidade de Osaka, seguido por uma apresentação na região de Nagoia, no dia 18. O público das ocasiões somou mais de 100 profissionais do turismo.

“Estes três workshops nos deram uma mostra da receptividade do mercado japonês para Brasília. Os profissionais de turismo tem pouco conhecimento sobre o destino e o contato com os produtos arquitetura, cultura e natureza foram promissores”, explica Flávia Malkine.

Segundo a subsecretária, a condição de cidade-sede dos próximos grandes mundiais de futebol foi outro fator que estimulou a curiosidade dos japoneses. De acordo com os dados coletados durante os eventos, mais de 70% do público participante sabia da abertura da Copa das Confederações em Brasília, com o jogo Brasil x Japão, e muitos já queriam saber das chaves da Copa do Mundo de 2014, que serão definidas em dezembro deste ano.

“Brasília tem uma oferta compatível com as escolhas e motivações de viagens do mercado japonês e os megaeventos que sediará nos próximos anos, inclusive o futebol nos Jogos Olímpicos de 2016, servirão de plataforma e promoção da cidade, que poderá se beneficiar de uma imensa exposição midiática e de turistas internacionais atraídos por estes eventos”, disse Malkine.

As apresentações de Brasília nos eventos destacaram a parceria da Setur-DF com a Associação Brasiliense de Turismo Receptivo (ABARE), cujos principais produtos e serviços foram traduzidos e distribuídos para japonês. O objetivo é que a promoção conjunta tenha um impacto positivo na cadeia produtiva do turismo do DF.