Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/10/13 às 17h03 - Atualizado em 1/10/13 às 19h48

Brasília sob às luzes cor de rosa

COMPARTILHAR

Pontos turísticos da Capital Federal ganham iluminação especial com objetivo de conscientizar a população a prevenir o câncer de mama

Congresso Nacional, Itamaraty, Catedral, Palácio da Justiça, Catedral, Palácio do Planalto, Palácio do Buriti, Supremo Tribunal Federal, Memorial JK recebem iluminação cor-de-rosa neste mês de outubro. A partir das 18h30, desta terça-feira (1 º) e durante todo o mês de outubro. Alguns dos principais pontos turísticos da Capital Federal aderem, pelo terceiro ano consecutivo, à campanha mundial de conscientização e prevenção ao câncer de mama.

A abertura do Outubro Rosa será às 18h, no saguão principal do Senado Federal, com o lançamento da exposição fotográfica “Recomeço” e a apresentação do grupo de mulheres percussionistas Batalá e do coral da Câmara dos Deputados.

Para o secretário de Turismo do Distrito Federal, Luis Otávio Neves o colorido diferente nas luzes que iluminam os pontos turísticos chamam a atenção de homens e mulheres para a prevenção. “Esse colorido especial em Brasília visa chamar a atenção de brasilienses e turistas que vêm a capital, durante o mês de outubro, para colaborar com essa campanha de encorajar essas mulheres”

Além da iluminação dos monumentos, o Governo do Distrito Federal (GDF) conta com programação de atividades preparadas pela Secretaria da Mulher, como o atendimento especial da Carreta da Mulher na Rodoviária do Plano Piloto, exposição fotográfica na Câmara Legislativa do Distrito Federal e campanha em prol da doação de procedimentos de pigmentação da aréola dos seios, apresentações musicais e teatrais, desfile de mulheres mastectomizadas e corrida contra o câncer de mama.

Câncer de mama

De acordo com informações da Secretaria da Mulher e da Federação de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama), o câncer de mama é uma doença que se diagnosticada a tempo pode ser curada. No estágio inicial (menos de um centímetro de diâmetro) as chances de cura chegam a 95%.

Desde março de 2012, a Carreta da Mulher, as unidades móveis de atendimento à mulher, realizaram 83 mil exames.Confira a programação