Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/08/13 às 19h09 - Atualizado em 21/08/13 às 17h47

Comitê examina candidatura de Brasília para sediar o Fórum Mundial da Água

COMPARTILHAR

A candidatura da Capital fo apresentada oficialmente no mês maio pela presidente Dilma Rousseff, ministra Izabella Teixeira e o governador Agnelo Queiroz.

Quatro representantes do Conselho Mundial da Água, membros do Comitê de Avaliação do 8º Fórum – que será realizado em 2018, começam amanhã (21) a primeira vistoria técnica em busca de informações sobre a capacidade de Brasília sediar o evento. A candidatura da Capital, apresentada oficialmente no mês maio pela presidente Dilma Rousseff, ministra Izabella Teixeira e o governador Agnelo Queiroz, está sendo examinada junto com a da Dinamarca.

O Comitê de avaliação terá encontros com autoridades dos governos federal e distrital, representantes do Congresso Nacional e Câmara Legislativa, empresas responsáveis pela gestão dos recursos hídricos e lideranças empresariais. Esses encontros estão sendo programados para quarta e quinta feira (21 e 22). Além das reuniões oficiais, os membros do Comitê buscarão informações específicas sobre a capacidade de Brasília vir a sediar o Fórum – hotelaria, mobilidade urbana, segurança, transporte, engajamento dos governos e eventos anteriores realizados na cidade.

Os membros do Comitê de avaliação – Haluk Buyukbas (Túrquia), Masato Toyama, Ken Reid (Estados Unidos) e Danielle Gaillard-Picher (França), serão recepcionados na Agência Nacional de Águas (ANA), na manhã de quarta-feira, por dirigentes e convidados da ANA e ADASA. Á tarde, eles estarão com os dirigentes do GDF –Governador Agnelo Queiroz, vice-governador Tadeu Filipelli, presidente da ADASA –Vinicius Benevides, Secretário de Turismo – Luis Otavio Nefes, Conselho de Governo – Roberto Wagner e o Assessor Internacional, Odilon Frazão.

Ainda na quarta feira os representantes do Fórum Mundial da Água se reunirão com a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira e deputados Distritais. Na quinta (22), visitarão a Comissão de Meio Ambiente do Senado e os locais sugeridos para a realização do evento. Na sexta feira ,de helicóptero, terão um visão ampla da cidade e entorno e, depois, farão um city tour nos principais monumentos da Capital.

O Fórum

Organizado pelo Conselho Mundial da Água – cujo presidente é o brasileiro Benedito Braga, o Fórum Mundial da Água promove o diálogo para influenciar o processo decisório sobre água no nível global, visando o aproveitamento racional e sustentável deste recurso. Desde 1976 foram realizadas seis edições e a sétima está prevista para 2015, na Cidade de Daegu, na Coréia do Sul. Para o oitavo Congresso foi feito um processo de seleção entre Brasil, Dinamarca e Rússia, que acabou desistindo.

O Fórum Mundial da Água, organizado a cada três anos, é uma plataforma internacional que visa promover a conscientização e construir compromissos políticos que contribuam para a conservação, proteção, desenvolvimento, planejamento, gestão e uso eficiente da água.

O Brasil, detentor de cerca de 12% da água doce do planeta, compartilha com 10 países duas das maiores bacias hidrográficas do mundo, e se posiciona com destaque no cenário internacional do setor de recursos hídricos, salientou o governador Agnelo Queiroz ao propor Brasília como sede do evento, que será realizado em 2018.

A participação do Brasil no Conselho Mundial da Água é proporcional à sua importância no contexto dos recursos hídricos mundial: dos 370 membros (representando 65 países), 33 são brasileiros, que tem também 4 representantes no Conselho de Governadores e, ocupa a presidência do órgão com o professor paulista Benedito Braga.

*Fonte: Adasa