Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/05/19 às 9h41 - Atualizado em 29/05/19 às 15h22

Complexo Cultural da República se transformará em Cidade da Leitura

COMPARTILHAR

35ª edição da Feira do Livro de Brasília (Felib) ocorrerá entre os dias 6 e 16 de junho

 

 

 

 

Um espaço de 15 mil metros quadrados dedicado à literatura e às artes, instalado entre o Museu da República e a Biblioteca Nacional. Pela primeira vez a Feira do Livro de Brasília (Felib) montará uma verdadeira Cidade da Leitura que abraçará o Complexo Cultural da República. A 35ª edição do evento ocorrerá entre os dias 6 e 16 de junho e terá entrada gratuita. O cantor e compositor Arnaldo Antunes, o escritor e poeta Fabrício Carpinejar e o violinista pernambucano Antônio Nóbrega já confirmaram presença.

 

A Felib irá oferecer aos visitantes, além de um vasto cardápio de publicações, shows, oficinas, apresentações de danças, contações de histórias, teatro infantil, praça de alimentação, lounge pub e seminários. De acordo com o presidente do Instituto Latinoamerica e um dos idealizadores do projeto, Atanagildo Brandolt, a edição desse ano irá reconhecer e valorizar os artistas locais. “A Felib desse ano virá remodelada e já pensando nas comemorações dos 60 anos de Brasília. Será uma feira menos voltada para o comércio e mais focada na cidade. Será um programa para toda a família”, afirmou Brandolt.

 

“No Brasil e no mundo, as feiras literárias são importantes eventos de atração de turistas. Um bom exemplo é a Feira Literária Internacional de Paraty (Flip), que apenas no ano de 2018 atraiu cerca de 20 mil visitantes. Eventos desse tipo divulgam a cidade, valorizam os nossos artistas, incentivam a leitura, fomentam a cadeia leitora e democratizam o acesso aos livros”, destacou a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça.

 

O tema dessa edição é “Biblioteca – Espaço do Prazer e do Aprender” e irá homenagear a bibliotecária Maria da Conceição Moreira Salles, morta em 2012. Formada pela primeira turma de Biblioteconomia da UnB, Maria da Conceição trabalhou em diversos locais de Brasília até assumir a Biblioteca Demonstrativa de Brasília, uma das bibliotecas públicas modelo do país, graças ao trabalho da bibliotecária. O ilustrador e artista plástico Andre Cerino também será homenageado e será montada uma exposição com peças do artífice. O poeta brasiliense Nicolas Behr será agraciado com uma praça que terá o seu nome.

 

Durante os dez dias da Felib, 24 ônibus buscarão, diariamente, alunos das escolas públicas das cidades satélites e da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride). Duas dezenas de escolas deverão ser contempladas com essa ação sem custo para os estudantes e para as instituições de ensino. “O objetivo é envolver os estudantes fortemente marcados pela vulnerabilidade social com projetos de literatura”, afirmou Atanagildo Brandolt.

 

Felib – A Feira do Livro de Brasília é realizada anualmente desde 1982 pela Câmara do Livro e é uma iniciativa de valorização do livro e de estímulo a leitura e dos direitos culturais. Reconhecida desde 2002, como evento integrante do Calendário Oficial do Distrito Federal se converte em uma das mais tradicionais e democráticas ações literárias do Centro-Oeste.