Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/10/13 às 20h35 - Atualizado em 2/10/13 às 18h11

Conselheiros conhecem projeto de mobilidade dos setores hoteleiros

COMPARTILHAR

Convidada pela Secretaria de Turismo, a Sedahb apresentou mudanças que serão feitas nos dois setores 

Nesta segunda-feira (30) empresários e representantes do governo que fazem parte do Conselho de Desenvolvimento de Turismo do DF participaram da 33ª Reunião Ordinária do colegiado, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. No encontro foram debatidos diversos temas, dentre eles o projeto de mobilidade dos setores hoteleiros e a proposição de uma câmara temática para captação de recursos para projetos.

Monica Burle, arquiteta da gerência de estudo de paisagem da secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano (Sedhab), apresentou o projeto de mobilidade que será implantado nos setores hoteleiros sul e norte que gerou boas expectativas entre os presentes.

O projeto prevê novas calçadas com acessibilidade e iluminação para atender ao pleito dos hoteleiros e das empresas de receptivo. “As calçadas terão rebaixamentos apropriados para cadeirantes e espaço para que pedestres e portadores com deficiências possam transitar com tranquilidade”, explicou Burle.

Após a apresentação os representantes das entidades do trade tiveram espaço para questionamentos e sugestões que serão apreciadas dentro do projeto.

Câmara temática

Após a apresentação da Sedhab a vice-presidente da ADVB, Cláudia Maldonado, defendeu a criação de uma câmara temática para captação de recursos para projetos que tem chancela do CONDETUR/DF.

A proposta levantada por Maldonado prevê a possibilidade da criação de uma lei de incentivo para projetos turísticos que tenham o aval e a aprovação do conselho que é composto por 35% de entidades do Governo do Distrito Federal e 65% de entidades do setor turístico e representantes da sociedade civil.

“A secretaria faz muito bem o trabalho dela, mas nós que somos do setor privado podemos melhorar nossa parte e para isso temos que nos unir. Turismo, pelo que aprendi, é que a gente tem que trazer dinheiro privado. O governo tem que nos indicar o caminho, mas não podemos depender do dinheiro público”, defendeu.

O secretário de Turismo do DF, Luis Otávio Neves, que preside o Conselho, parabenizou a iniciativa da proposição. “Estamos de parabéns por poder começar a discutir esse assunto. Enquanto não nos unirmos dificilmente vamos conseguir pleitear benefícios para o setor turístico. Temos que mostrar o porquê da necessidade de uma lei de incentivo para nosso segmento”, disse.

O assunto será avaliado pelos conselheiros que devem se manifestar na próxima reunião a respeito do tema. A reunião foi concluída com a avaliação positiva da participação do destino Brasília na ABAV-Feira das Américas 2013, que contou com a participação de diversos empresários do trade.