Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/12/20 às 14h35 - Atualizado em 4/12/20 às 14h35

GDF revitaliza a Praça Portugal: ponto turístico de Brasília, que estava esquecido por governos anteriores

COMPARTILHAR

 

 Foram trocadas as lâmpadas queimadas, feito o serviço de capinagem, limpeza e pintura dos bancos e das calçadas

 

 

 

Brasília atrai turistas do país e do mundo inteiro por sua arquitetura e urbanismo modernos, criados pelos gênios Oscar Niemeyer e Lúcio Costa, que lhe renderam o título de patrimônio cultural da humanidade. Mas a cidade também é reconhecida por reunir obras e espaços públicos de outros artistas que também simbolizam países, etnias, culturas pelo mundo afora.

 

É o caso da Praça Portugal, que simboliza a união povos brasileiro e português. Projetada pelo arquiteto português Raúl Chorão Ramalho, está situada no Setor de Embaixadas Sul, onde foi inaugurada em 1960 pelo presidente Juscelino Kubitschek.

 

De lá para cá, o espaço acabou como tantos outros nos governos passados: relegado ao abandono. Por iniciativa do Escritório de Assuntos Internacionais da Governadoria (EAI-DF), ligado ao Governo do Distrito Federal, a Praça Portugal está revitalizada.

 

As obras se iniciaram em março e melhoraram o aspecto do lugar, antes depredado por vândalos. Num esforço de representantes de órgãos, como as companhias Energética de Brasília (CEB) e Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e da Administração Regional do Plano Piloto, foram trocadas as lâmpadas queimadas, feito o serviço de capinagem, limpeza e pintura dos bancos e das calçadas, recuperação e o enchimento do espelho d´água.

 

Além disso, a força-tarefa do GDF repintou a estátua de Infante Dom Henrique, que estava coberta por pichação. Para quem não sabe da importância dele para a comunidade portuguesa, foi o primeiro duque de Viseu e primeiro senhor da Covilhã (cidade portuguesa pertencente ao distrito de Castelo Branco, na província da Beira Baixa). Foi uma figura importante para Portugal no início da era das descobertas, o que lhe rendeu o epíteto de “Infante de Sagres ou o Navegador”.

 

De malas prontas para uma missão em outra representatividade, o embaixador português Jorge Dias Cabral agradeceu ao governador Ibaneis Rocha pela recuperação do espaço ao qual ele comparou como um “filho”. “O grande poeta Fernando Pessoa dizia que “Deus quer, o homem sonha e a obra nasce. Nesse caso, foi sonhado desde o dia em que cheguei a Brasília que este seria meu objetivo no final do meu mandato em Brasília: ver esse espaço revitalizado”, revelou ele, que assumiu o escritório da Embaixada de Portugal em Brasília no dia 27 de outubro de 2016.

 

Quem também se sentiu realizada com a conclusão das obras foi a secretária de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça. “Mais uma conquista para o turismo de Brasília, que ganha um espaço revitalizado com inúmeras possibilidades”, destacou ela.