Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/04/13 às 20h26 - Atualizado em 11/10/17 às 16h44

Negociação entre Brasília e Paris deve beneficiar o Turismo

COMPARTILHAR

Em reunião na cidade francesa, representantes dos dois governos discutiram propostas para viabilizar futuras cooperações entre as capitais

O vice-governador do Distrito Federal, Tadeu Filippelli, e o vice-prefeito de Paris, Pierre Schapira, se reuniram na cidade francesa para negociação uma parceria estratégica entre Brasília e a capital da França. O objetivo é estreitar as relações diplomáticas e viabilizar futuras cooperações mútuas que beneficiem diversas áreas, entre elas o Turismo da Capital Federal.

Os diálogos entre os dois governos se iniciaram há dois meses. “A linha mestre de relações internacionais do governo Agnelo quer colocar Brasília como uma cidade global, e uma parceria com Paris certamente contribui muito para esse processo de inserção internacional da nossa capital”, afirmou o secretário-chefe da Assessoria Internacional, Odilon Frazão.

Entre as iniciativas, está prevista a criação de um grupo de trabalho que ficará responsável por discutir questões de grande importância para o setor, como a realização de voos diretos entre as cidades envolvidas e o intercâmbio de estudantes.

Segundo Odilon Frazão, o vice-prefeito de Paris ficou entusiasmado com o futuro acordo. A expectativa é que a parceria seja firmada em julho deste ano, quando a exposição em Paris sobre a história da vida e obra de Oscar Niemeyer, chamada Brasília – Meio século da capital do Brasil, será concluída.

Motivados pelo interesse em arquitetura e arte, os franceses formam o quinto público da Europa em número de emissão de visitantes para Brasília, atrás de Portugal, Itália, Espanha e Alemanha. Desde 2011, a Setur-DF tem participado de feiras e projetos de promoção do DF na cidade com o objetivo de apresentar os atrativos da cidade movimentar o Turismo oriundo daquele país.

De acordo com o Estudo de Demanda Turística Internacional em 2010, realizado pela Fipe – Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, por encomenda do Ministério de Turismo e Embratur, 35% dos franceses viajam ao Brasil por motivo de Lazer e 25% por motivo de Negócios, Eventos e Convenções.

Ainda segundo a pesquisa, a permanência média de um turista francês no Brasil, tanto por motivo de Lazer, quanto por motivo de Negócios, é de 17 dias. Quando o assunto é gasto médio, o visitante da França deixa aqui US$ 78,18 por dia quando vem a Lazer, e US$ 94,45 quando nos vistam para realizar Negócios ou participar de Convenções e Eventos.