Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/10/13 às 17h57 - Atualizado em 3/10/13 às 20h55

Programa de incentivo a empresários do Turismo pode beneficiar negócios em Brasília

COMPARTILHAR

Documento assinado entre Embratur, MTur e Sebrae possibilitará o desenvolvimento de micro e pequenos empreendimentos na capital

O Acordo de Cooperação Técnica entre Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Ministério do Turismo e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) beneficiará empreendimentos turísticos de micro e pequenos empresário do setor em Brasília.

O programa lançado, no último dia (1º), tem como foco a realização de cursos para aprimorar a gestão empresarial de micro e pequenos empreendimentos turísticos e elaborar pesquisas de mercado. O acordo foi assinado por Flávio Dino, presidente da Embratur; Gastão Vieira, ministro do Turismo; e Luiz Barreto, presidente do Sebrae.

De acordo com o secretário de Turismo do Distrito Federal, Luis Otávio Neves, investir no aperfeiçoamento profissional e realizar pesquisas no mercado de Turismo é essencial para gerar bons negócios. “Brasília está cada dia mais forte no cenário internacional de captação de eventos. Nos próximos anos, a política de captação de eventos esportivos e técnico-científicos irá gerar R$17 milhões em impacto diretos e indiretos em toda a cadeia produtiva do setor de Turismo”, disse ao saber do novo acordo de Cooperação. O valor está relacionado ao número de eventos e congressos captados para serem sediados na Capital Federal até 2016.

Segundo Neves, para receber essa quantidade significativa de eventos, Brasília precisa estar sempre atualizada para manter uma boa capacidade na infraestrutura turística, seja pela hotelaria, bares, restaurantes, agências e demais serviços. “Esse acordo de Cooperação irá incentivar que os empreendimentos turísticos se fortaleçam cada dia mais no Distrito Federal e haja a expansão de nichos diversificados na área de Turismo. Atualmente, temos mais de 18 mil leitos em hotéis, até maio a previsão é de, pelo menos, três mil leitos a mais.”

O secretário ainda salientou que para dar estruturas aos megaeventos como a Gymnasiade de 27 de novembro a 4 de dezembro, em Brasília. Além dos setes jogos da Copa do Mundo de 2014 que vão ocorrer na cidade e o Congresso Brasileiro de Cardiologia, também previsto para setembro do próximo ano. “É preciso que os empreendimentos turísticos forneçam bons serviços a preços compatíveis com o mercado”,disse.

Luis Otávio Neves ainda ressaltou que o Programa Turismo Competitivo, além de apoiar os empresários, irá incentivar os mesmos a obter certificações de boas práticas. “Um dos pilares que o acordo propicia é o apoio à promoção e acesso a novos mercados com o fornecimento de dados, isso irá contribuir para a expansão dos negócios. Espero que o acordo possibilite bons negócios ao setor”, declarou Neves.

Na ocasião de lançamento do programa, o presidente da Embratur, Flávio Dino apontou que a tendência do mercado é crescer ao longo dos próximos anos. “A entrada de turistas estrangeiros no Brasil deve, naturalmente, aumentar ao longo dos próximos três anos, graças à exposição garantida pelos megaeventos”, avaliou Dino.

A Embratur se comprometeu a realizar viagens técnicas a destinos de excelência – os chamados benchmarking – para elaborar relatórios que permitam estimular o uso das melhores práticas.

Com informações do Ministério do Turismo