Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/10/13 às 19h05 - Atualizado em 11/10/17 às 16h45

Renascimento Italiano desembarca em Brasília

COMPARTILHAR

Em comemoração ao aniversário de 205 anos do Banco do Brasil, de 13 anos do CCBB Brasília e do Dia das Crianças, o Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília (CCBB Brasília) abre neste sábado (12), a partir de 9 horas a exposição Mestres do Renascimento: Obras-primas italianas. Os artistas do florescimento cultural do século 15 e 16, como Leonardo Da Vinci, Rafael, Michelangelo, Ticiano, Tintoretto, Fra Angélico, Veronese, Boticelli.

Para celebrar as datas, o CCBB Brasília realiza uma virada cultural com duração 36 horas, que começa no sábado a partir das 9h do dia 12 e só termina às 21 horas do dia 13. Estão entre as 57 obras, a Sacra Famiglia con uma santa (Sagrada Família com uma santa), de Andrea Mantegna, Cristo benedicente (Cristo abençoado), de Rafael, entre outras estarão disponíveis para visitação pública. Após o sucesso em São Paulo, com mais de 317 mil visitantes em 79 dias, a exposição que chega a Brasília ficará até o dia 5 de janeiro de 2014.

“O período Renascentista Italiano retratado pelos artistas representa um marco na história mundial, de desenvolvimento do mundo e do homem, é importante que Brasília seja a anfitriã de exposições como esta”, apontou o secretário de Turismo do Distrito Federal, Luis Otávio Neves.

Renascimento Italiano

O período Renascentista ou Renascença Italiana foi um período de transição entre a Idade Média e a Idade Moderna, e se passou entre os séculos 15 e 16. Além das pinturas, também farão parte da exposição esculturas e desenhos do período compreendido entre 1420 e 1540.

O Renascimento é um movimento que remete ao paradigma da Antiguidade Clássica, com foco na valorização da natureza e do racionalismo. A arte do período é marcada pelos ideias de perfeição, naturalismo, simetria, e forte influencia de temas religiosos.

A Exposição: Mestres do Renascimento, conta os pintores de Florença — e aqui entram Michelangelo, Rafael, Leonardo da Vinci e Boticelli — que eram muito apegados à matemática e à filosofia. O desenho servia de base para a pintura e toda a composição era muito planejada e organizada. Da Vinci além da pintura, também tinha fascinação pela ciência. Já os venezianos — e Tintoretto talvez seja uma de suas maiores estrelas — cultivavam o impulso pictórico e pintavam diretamente, sem o auxílio de desenhos.

Os interessados podem desfrutar da linha de ônibus especial disponibilizada pelo CCBB Brasília, ou buscar mais informações pelo telefone: 3108-7600. Mais informações, acesse o site.

Veja o horário

Terça a sexta

Galeria dos Estados: 11h, 11h50, 12h55, 13h45, 14h50, 15h40, 16h55, 17h45, 18h50, 19h55, 20h40 e 21h45.

Biblioteca Nacional: 11h05, 11h55, 13h, 13h50, 14h55, 15h50, 17h, 17h50, 18h55, 20h, 20h45 e 21h50.

UnB Inst. de Artes: 12h05, 14h, 16h, 18h e 19h05.

UnB Biblioteca: 12h10, 14h05, 16h05, 18h05 e 19h10.

CCBB: 11h35, 12h40, 13h30, 14h35, 15h25, 16h40, 17h30, 18h35, 19h40, 20h25, 21h30 e 22h45.

Teatro Nacional: 11h45, 12h50, 13h40, 14h45, 15h35, 16h50, 17h40, 18h45, 19h50, 20h35, 21h40 e 23h*.

Sábados, domingos e feriados

Galeria dos Estados: 11h, 11h55, 13h, 13h50, 14h55, 15h45, 17h, 17h50, 18h55, 20h, 20h45 e 21h50.

Biblioteca Nacional: 11h05, 12h, 13h05, 13h55, 15h, 15h50, 17h05, 17h55, 19h, 20h05, 20h50 e 21h55.

UnB Inst. de Artes: 12h10, 14h05, 16h, 18h05 e 19h10.

UnB Biblioteca: 12h15, 14h10, 16h05, 18h10 e 19h15.

CCBB: 11h35, 12h40, 13h30, 14h35, 15h25, 16h40, 17h30, 18h35, 19h40, 20h25, 21h30 e 22h45.

Teatro Nacional: 11h45, 12h50, 13h40, 14h45, 15h35, 16h50, 17h40, 18h45, 19h50, 20h35, 21h40 e 23h*.

Feira de Torre/Funarte: 11h45, 12h50, 13h40, 14h50, 15h45, 16h50 e 17h45.