Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/05/20 às 15h26 - Atualizado em 30/05/20 às 20h07

Rota do Cerrado apresenta 10 atrativos naturais do DF pelo Brasília Tour Virtual

COMPARTILHAR

Semana Mundial do Meio Ambiente lança luz sobre a importância da preservação e a Rota do Cerrado dá uma amostra das riquezas que a capital abriga

 

Foto WeversonP

 

A Semana Mundial do Meio Ambiente é comemorada de 1 a 5 de junho. A data foi criada pela ONU para chamar a atenção de todas as esferas da população para a importância da preservação dos recursos naturais. Localizada no Planalto Central do Brasil, em meio à vegetação nativa do cerrado, o Distrito Federal oferece verdadeiros tesouros ecológicos para a prática de ecoturismo, aventura e turismo rural. Em tempos de isolamento social, a Secretaria de Turismo convida a todos a se aventurarem pelas belezas naturais da capital e os 10 atrativos que compõe a Rota do Cerrado, do Brasília Tour Virtual.

 

Devido aos inúmeros parques e pela imensa área rural que circunda a região, Brasília é um destino perfeito para quem busca momentos de bem-estar e conexão com a natureza. A partir de quarta-feira (03), conforme publicado no DODF deste sábado (30), 18 parques do DF passam a ter autorização para reabrirem para a população com todos os cuidados necessários. Entre eles, está o Parque da Cidade, que é um dos maiores parques urbanos do mundo e o maior da América Latina. Esse extenso centro de lazer ao ar livre oferece aos seus visitantes quadras de esportes, pista de cooper e patinação, ciclovias e trilhas por seus bosques com árvores nativas do Cerrado.

Foto Lula Lopes/Arquivo Setur-DF

 

O Parque Nacional de Brasília, também conhecido como Água Mineral, é uma área de conservação situada a 10 km do centro de Brasília. Suas atrações mais populares são as piscinas de água cristalina formadas pelas nascentes e poços naturais que surgem às margens do Córrego Acampamento. O Parque também oferece trilhas de pequena e média dificuldade, uma aventura cheia de emoção para toda a família. A flora preservada e a rica fauna local são um espetáculo à parte.

 

Pelas trilhas é comum avistar pássaros raros e animais típicos do Cerrado, tais como macacos, lobos-guará, tatus-canastra, tamanduás-bandeira, jaguatiricas, papagaios e diversas outras espécies que fazem do Parque seu lar. Com tantos atrativos, a Água Mineral é um passeio essencial para quem ama a natureza.

 

Para Vanessa Mendonça, secretária de Turismo, Brasília tem uma forte vocação para o Turismo Rural, de Aventura e Ecoturismo, já que 70% do Distrito Federal é composto por áreas rurais. “O Distrito Federal possui diversas atividades e experiências voltadas para o Ecoturismo e o Turismo de Aventura – que oferecem uma nova forma de enxergar a capital com outras vivências.  E o Tour Virtual é uma ótima oportunidade para todos conhecerem um pouco das nossas belezas naturais para, quando tudo isso passar, poderem visitar pessoalmente”.

 

Foto Tony Winston/Agência Brasília

O Jardim Botânico de Brasília é outra opção para quem quer ter contato com a natureza. É predominantemente composto por vegetação do cerrado, em excelente estado de conservação, que pode ser apreciado nas trilhas abertas à visitação pública. Por conta dessa característica, o JBB é conhecido como o “Jardim do Cerrado”. A área acessível à visitação é composta pelo Centro de Visitantes, Centro de Excelência do Cerrado, área de Piquenique, Orquidário, Cactário, Biblioteca, Permacultura, Anfiteatro, Trilhas Interpretativas e Jardins Temáticos.

 

Para Fragmar Diniz Leite, presidente do Sindicato de Turismo Rural e Ecológico do DF e entorno – RuralTur, o Tour Virtual é uma ótima iniciativa e usa a tecnologia como aliada. “Quem visita a nossa cidade encontra um bioma com muita coisa diferente. Temos cantos de pássaros, frutas únicas e uma enorme diversidade. Vale a pena conhecer o Distrito Federal”.

 

O Lago Oeste é uma região do DF que encanta quem passa por lá. Localizada em Sobradinho, é considerada uma das áreas ecológicas da capital brasileira, detentora das mais belas paisagens. No Lago Oeste é possível encontrar hospedagem, gastronomia, espaço de eventos, Turismo Rural, Ecoturismo e Turismo de Aventura. Além disso, uma produção local de moda, arte, agrofloresta e de cogumelos e queijos, proporcionando experiências únicas e inesquecíveis.

 

O projeto Viva Lago Oeste nasceu justamente com o intuito de desenvolver o turismo local. Iniciado em 2017, um grupo de empresários da região que procurou o Sebrae/DF para ajudá-los. Com a proposta, visitantes e turistas terão a oportunidade de conhecer produtos e serviços de qualidade e experiências memoráveis.

 

Segundo José Júnior, proprietário da Trilha do Calango – espaço de eventos localizado no Lago Oeste, a iniciativa é fundamental para dar uma maior visibilidade a região e fomentar o Turismo. “O Lago Oeste é o local mais ecológico de Brasília, está entre o Parque Nacional de Brasília, a APA de Cafuringa e é os Caminhos das Cachoeiras. O nosso objetivo é prestar serviços de qualidade, oferecer produtos orgânicos e experiências memoráveis. A região é belíssima e próxima ao Plano Piloto. Temos muito a oferecer”.

 

Cidades circunvizinhas

A Chapada dos Veadeiros é um dos destinos de ecoturismo mais fascinantes do país. Sua exuberante natureza atrai turistas de todo o mundo. Reconhecido como Sítio do Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco, o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros fica a apenas 260 km de Brasília. Entre as principais atrações da Chapada estão suas diversas cachoeiras, medindo até 120 metros de altura, trilhas, cânions, rios e mirantes com vistas de tirar o fôlego devido a sua magnitude.

 

O município de Alto Paraíso, do qual a histórica Vila de São Jorge faz parte, é o local mais procurado pelos turistas por oferecer diversos restaurantes, hotéis, pousadas e atrações culturais durante o ano inteiro. Vale a pena se programar para curtir os festivais de música, mostras de cinema e feiras gastronômicas que utilizam temperos e frutos do Cerrado como ingrediente principal. Uma experiência rica, deliciosa e imperdível pelo segundo maior bioma do Brasil.

 

Conheça outros pontos turísticos disponíveis da Rota do Cerrado:

 

Brasília Rural

Brasília tem diversos atrativos naturais em suas propriedades rurais e campestres abertas a visitação. São várias opções de lazer em contato direto com toda a beleza bucólica do Cerrado brasiliense. O visitante pode desfrutar de passeios a cavalo e charretes, pescaria, trilhas, mirantes, cachoeiras, restaurantes com comidas típicas regionais preparadas no fogão a lenha, além das diversas pousadas e hotéis-fazendas com terras cultivadas e criações de animais. Tudo isso em meio às belas paisagens bucólicas do Cerrado, e ainda é possível levar para casa produtos locais: doces, compotas e artesanato.

 

 

Jardim Zoológico de Brasília

O Zoológico possui cerca de 1.200 animais de diversas espécies e oferece várias atrações a seus visitantes, dentre as quais se destacam o Museu de Ciências Naturais, viveiro de borboletas, área para piqueniques, parquinho, serpentário, lagos artificiais e lanchonetes. Outra experiência única no Zoo é o Santuário da Vida Silvestre, uma Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE), onde é possível observar várias espécies de animais em seu habitat natural, principalmente aves típicas do Cerrado.

 

Floresta Nacional de Brasília – Flona

Localizada na região de Taguatinga, a Floresta Nacional de Brasília possui a maior trilha sinalizada em uma unidade de conservação do país. Criada em 1999, a Flona tem uma área de 9 mil hectares de Cerrado e ajuda a preservar a nascente do Rio Descoberto, responsável por 70% do abastecimento de água potável do Distrito Federal. A Floresta é aberta à visitação e dispõe de trilhas indicadas para todos os gostos. Seja de bicicleta ou a pé, a Flona é uma verdadeira aventura para os amantes da fauna e da flora do Cerrado.

 

Salto do Tororó

Localizado a apenas 50 km do centro de Brasília, o Salto do Tororó é um dos locais mais procurados para banhos de cachoeira e ecoturismo no Distrito Federal. O lugar é bastante frequentado por praticantes de rapel e mountain bike, mas também oferece opções de lazer para toda a família. Para completar a aventura, o Salto do Tororó possui 18 metros de altura, e a trilha até a queda-d’água é de apenas 2 km, uma caminhada repleta de borboletas, pássaros e flores do Cerrado.

 

Parque da Cidade – Sarah Kubitschek

O Parque da Cidade é um dos maiores parques urbanos do mundo e o maior da América Latina. Esse extenso centro de lazer ao ar livre oferece aos seus visitantes quadras de esportes, pista de cooper e patinação, ciclovias e trilhas por seus bosques com árvores nativas do Cerrado. Nas dependências do Parque ainda encontramos um pavilhão de exposições, lago artificial, centro hípico, parque de diversões, kartódromo, restaurantes, churrasqueiras comunitárias e espaços para piquenique. No Parque também encontramos os inconfundíveis jardins do paisagista Roberto Burle Marx e azulejos do renomado artista Athos Bulcão, uma simbiose perfeita entre a arte e a natureza na Capital Federal.

 

Parque Olhos-d’Água

Localizado entre as quadras 412 e 415 da Asa Norte, o Parque Olhos-d’Água abriga uma grande biodiversidade, incluindo peixes, aves, anfíbios, répteis e mamíferos, tais como as simpáticas capivaras. Sua rica flora é formada por plantas nativas do Cerrado e por algumas árvores frutíferas: bananeiras, figueiras e mangueiras. No local também encontramos a Lagoa do Sapo, abastecida por diversas nascentes, e um riacho cortado por duas pequenas pontes ao longo do Parque. O Olhos-d’Água oferece aos seus visitantes pistas para caminhadas, relógio de sol, espaço para atividades culturais como espetáculos teatrais, shows musicais, prática coletiva de yoga e tai chi chuan e trilhas acessíveis por seus belos bosques.