Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/11/20 às 19h14 - Atualizado em 11/11/20 às 13h21

Setur-DF discute plano de ação para promover o artesanato e fomentar a economia criativa

COMPARTILHAR

 

 

 

 

Nesta terça-feira, 10/11, a Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF) recebeu as representantes do projeto Cia do Lacre, Francisca Rosa e Jussara Rosa, para discutirem um plano de ação capaz de levar emprego e renda aos artesãos de diferentes Regiões Administrativas do DF. A missão é oferecer capacitação e dar visibilidade aqueles que vivem da sua arte.

 

Com reconhecimento nacional e internacional, a Cia do Lacre é uma associação sem fins lucrativos localizada no Riacho Fundo I, onde desde 1997 promove esperança e inclusão social com foco na arte sustentável. Atualmente, 24 mulheres são atendidas pelo projeto, que oferece cursos, palestras e diferentes atividades empreendedoras que tem o artesanato como fonte de renda. “Nossa proposta é expandir para várias RAs do DF o que já estamos fazendo. É levar a nossa tradição a muito mais cidadã e cidadão que buscam na arte o reconhecimento. É oferecer qualificação e encontrar mais espaços para que os produtos feitos pela nossa economia criativa ganhem visibilidade, gerando mais emprego”, disse Francisca Rosa, presidente da Cia do Lacre.

 

 

O projeto foi abraçado pela Setur-DF, que pretende transformar diferentes espaços comunitários, inclusive os Centros de Atendimento ao Turista (CATs), em vitrines para os artesãos exporem seus produtos manuais. “É hora de mobilização e integração. Estamos trabalhando em conjunto para mantermos viva a economia criativa do DF. O mundo está passando por complexos desafios e ainda teremos muito pela frente. Por isso, ações que promovem o emprego, a renda, levando alimento à mesa do cidadão e oferecendo as essas famílias perspectivas de um futuro melhor são sempre bem-vindas. Nesse caminho, não podemos fazer uma gestão de gabinete. Precisamos conhecer de perto brilhantes projetos, como o da Cia do Lacre, participar do que as RAs estão fazendo e oferecer as ferramentas necessárias para transformar sonho em realidade. Isso não é um favor: é respeito. É o reconhecimento da nossa arte e do nosso povo. A Setur-DF é a casa dos artesãos e vamos apoiá-los no que for possível”, afirmou a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça. “Queremos somar. Ajudar outras mulheres e mostrar que elas podem fazer história por meio da arte”, completou Roze Mendes ao lado de Verônica Brilhante, ambas da Setur-DF.