Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/10/19 às 12h16 - Atualizado em 18/10/19 às 12h47

Turismo apresenta balanço de gestão na 66ª reunião do Condetur

COMPARTILHAR

Mais de 30 representantes governamentais e do trade turístico participaram

 

Foto Luís Tajes/Setur-DF

 

As ações da Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF), nos nove primeiros meses do ano, foram apresentadas para 32 representantes governamentais e do trade turístico durante a 66ª Reunião do Conselho de Desenvolvimento do Turismo (Condetur), que ocorreu na quinta-feira (17), no Templo da Boa Vontade.

 

Entre os temas que mereceram destaque está a ativação em 24 congressos realizados no Distrito Federal e que geraram R$ 77,5 milhões na economia. Também foi divulgada a captação de 10 eventos para a cidade que irão impactar positivamente na arrecadação dos cofres públicos e na geração de emprego e renda.

 

De acordo com a secretária de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça, o Turismo de Eventos tem sido uma das prioridades da Secretaria. “A Setur – DF trabalha o turismo de eventos como importante vetor de desenvolvimento econômico para a cidade, pois impacta diretamente na cadeia produtiva do turismo como hospedagem, alimentação, transporte e entretenimento”, esclareceu.

 

Também foram apresentados para os participantes a reinauguração de cinco centros de Atendimento ao Turista (CAT), o lançamento de quatro voos internacionais diretos, a transformação da solenidade da Troca da Bandeira em um evento cívico que tem levado milhares de pessoas todos os primeiros domingos dos meses à Praça dos Três Poderes e o lançamento do Roteiro Cívico Pedagógico, que até o final do ano irá promover excursões por Brasília para 225 estudantes da rede pública do DF.

 

Além disso, os participantes da reunião debateram oportunidades e novas ideias para incrementar o Turismo na capital e assim aquecer a economia. “O Turismo é uma injeção na veia compartilho os votos de que Brasília será de fato a ponta do Turismo no Brasil”, afirmou o representante do Banco do Brasil e ex-secretário-executivo do Ministério do Turismo Roberto Alves.

Foto Luís Tajes/Setur-DF

 

Segundo o superintendente do Iphan no Distrito Federal, Saulo Diniz, fóruns como o Condetur são importantes para que a capital brasileira consiga desenvolver o Turismo preservando e usufruindo do título de Patrimônio Cultural Mundial pela Unesco de forma pujante e sustentável. “É importante criar uma sinergia envolvendo o Turismo, o Patrimônio e a Cultura. Acredito que Brasília pode ser um dos destinos mais importantes do Brasil”, frisou.

 

Caminhos do Planalto Central – O lançamento do Caminhos do Planalto Central foi mais um assunto de destaque na reunião. Até o aniversário de 60 de Brasília, os 400 quilômetros de trilhas mapeadas em todo o Distrito Federal estará sinalizado e estruturado.  O projeto faz parte da Rede Nacional de Trilhas de Longo Curso e Conectividade (Redetrilhas), cuja regulamentação está a cargo da Secretaria de Ecoturismo do Ministério do Meio Ambiente.

 

Criada por meio de uma portaria interministerial, assinada pelos ministérios do Turismo e Meio Ambiente e pelo ICMBio, em outubro do ano passado, a RedeTrilhas é composta por percursos que ligam diferentes biomas de Norte a Sul do País. São identificadas com um símbolo de uma “pegada” amarela no chão e podem ser percorridas a pé, de bicicleta ou utilizando outros modos de viagem não motorizados. A pegada do Caminhos do Planalto Central tem a imagem da Torre de TV Digital.