Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/12/13 às 19h57 - Atualizado em 11/10/17 às 16h45

Turismo contribui para Brasília ser a 1º cidade-sede em transparência na Copa do Mundo FIFA 2014

COMPARTILHAR

Com sete jogos para o mundial de 2014, a expectativa de 600 mil visitantes. A cidade recebeu investimentos para desenvolver seu potencial turístico e faz uso coerente dos recursos

Entre as doze cidades-sede que se preparam para o Mundial de 2014, a Capital Federal se destaca com a maior transparência nos investimentos. Em uma escala de 0 a 100, o Distrito Federal recebeu nota 77,26 – 5,44 pontos a mais que a segunda colocada, Porto Alegre.

“A Secretaria de Turismo do Distrito Federal tem se empenhado desde o início da gestão em 2011 para contribuir com a transparência no uso de verba pública destinada ao desenvolvimento dos equipamentos turísticos necessários e do fomento ao setor”, aponta o secretário de Turismo, Luis Otávio Neves.

A pesquisa foi apresentada pelo Instituto Ethos (http://www3.ethos.org.br/). Associação de empresas criada com o intuito de prezar pela responsabilidade ética, social, ambiental e de sustentabilidade. Além dos dados apresentados ao portal da transparência na Copa, com informações sobre os investimentos nas estruturas de desenvolvimento turístico, a Secretaria apresenta canais de contato direto com a população como a Ouvidoria da Setur, por meio do qual o cidadão pode solicitar informações sobre programas, despesas, contratos, servidores e todos os temas previstos na Lei Distrital de Acesso à Informação nº 4990/2012.

Além desse canal, a Secretaria publica no espaço Acesso à Informação, o resultado das ações, programas, convênios e licitações, contratos. Outro canal de interlocução são as edições do Boletim de Monitoramento produzidos pela Setur-DF. Estes são resultados de análise do potencial turístico da capital, até o momento já foram produzidos seis sobre a análise de conjuntura do Turismo como fator de Desenvolvimento Econômico da Capital.

“Além disso, os investimentos provenientes do Ministério do Turismo são monitorados pelo Sistema de Acompanhamento dos Contratos de Repasse (Siacor) para saber como estão sendo empregados e a situação atual do uso do recurso”, explicou Neves.

Empenho para a Copa 2014

No site da Transparência da Copa do DF, por exemplo, na aba de Turismo, os equipamentos de desenvolvimento do setor são apresentados, com a descrição do objeto de contrato, do valor e do andamento da licitação. Entre os que estão previstos para funcionar na Copa do Mundo e em grandes eventos, nos locais onde houver a concentração de público constam os dois Centros de Atendimento ao Turista móvel. A licitação já está homologada e a previsão de entrega pela empresa contratada é no primeiro semestre de 2014.

Além disso, com recursos captados junto ao Ministério do Turismo antes da Copa, mais de três milhões foram investidos em sinalização turística da cidade. São placas indicativas (de localização), interpretativas (explicativas) com informações históricas e técnicas sobre os principais monumentos da cidade em três idiomas (português, inglês e espanhol). O projeto já está finalizado e as obras começarão em breve.

Também previsto para a Copa, pontos turísticos receberão obras de acessibilidade em atrativos turísticos, com rampas, pisos rebaixados, mapas táteis, corrimãos, plataformas elevatórias e demais mudanças necessárias.

“Estamos trabalhando para que além de transparência com os investimentos, Brasília atenda bem os cerca de 600 mil turistas que são esperados para o próximo ano.”, afirmou Neves. No contato direto com os visitantes da capital, nos sete Centros de Atendimento ao Turista, profissionais com domínio de até oito idiomas, incluindo libra, atendem as solicitações diretas por meio de registro formal . De janeiro a outubro, a Setur-DF registrou mais de 109 mil atendimentos.