Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/05/13 às 19h41 - Atualizado em 29/05/13 às 13h58

Últimos preparativos antes do apito inicial

COMPARTILHAR

Secretário participou de encontro de alinhamento de ações para o receptivo dos turistas

O alinhamento de ações para receber os turistas estrangeiros que virão ao país para a Copa das Confederações FIFA Brasil 2013 foi tema do encontro entre o presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) Flávio Dino, o secretário de Turismo do DF, Luís Otávio Neves, além de diretores e assessores do Instituto com representantes dos estados e cidades-sede do evento esportivo, que começará no dia 15 de junho.

Todas as seis sedes fizeram uma apresentação detalhando as ações que serão implementadas, explicando o funcionamento dos Centros de Atendimento ao Turista e a distribuição de material promocional. “Mesmo sabendo que a maior parte dos turistas da Copa das Confederações é de brasileiros nossa cidade estará preparada para dar todo suporte ao estrangeiro que buscar informações sobre a capital federal”, afirmou o secretário de Turismo de Brasília, Luis Otávio Neves. Dentre as ações destacadas por Neves estão os estandes de atendimento ao turistas nas proximidades do Estádio Nacional Mané Garrincha, as campanhas publicitárias, a distribuição do guia do torcedor e a festa na esplanada dos ministérios.

O presidente da Embratur destacou que a Copa das Confederações é um pontapé inicial para a megaexposição do Brasil associado aos grandes eventos. “Com a divulgação das seis cidades-sede, podemos diversificar as portas de entrada do turismo brasileiro e fazer com que os turistas conheçam de perto os atrativos turísticos e a cultura dessas cidades”, destacou. Ele lembrou, também, que os turistas que vierem para a Copa das Confederações conhecerão os preparativos e a estrutura que o Brasil está realizando para a Copa do Mundo de 2014.

O presidente também falou sobre a nova pesquisa que será realizada no período do evento esportivo. Segundo ele, será mais uma oportunidade de apontar alguns itens que é necessário olhar com mais atenção. “Neste momento, é importante ter instrumentos que avaliem o trabalho realizado até hoje e qual direção devemos tomar para atender cada vez melhor o turista. O Brasil tem uma agenda positiva pela frente, que inclui a Copa do Mundo FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016, e a imagem do país que ficará após esses eventos será um de nossos principais legados para o mundo”, disse Dino.