Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/11/20 às 19h07 - Atualizado em 24/11/20 às 19h16

Véspera de fim de ano e férias, Brasília está pronta para receber turistas, seguindo todas as medidas de segurança

COMPARTILHAR

Com inúmeras atrações ao ar livre, a capital federal atrai viajantes de todo o Brasil e se consolida como destino seguro

Empresário que mora no Rio de Janeiro trocou uma viagem pela América Latina para desbravar a capital do Brasil pela primeira vez

 

 

 

Parque da Cidade, Catedral, Ponte JK, Torre de TV… Aberta a temporada de fim de ano e férias, Brasília está pronta para receber turistas, seguindo todas as medias de segurança contra a Covid-19. Aos poucos, a capital federal avança na retomada do setor e se consolida como um dos principais destinos turísticos seguros no país.

 

Essa nova realidade já é percebida em números. Segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) as atividades turísticas já tiveram um aumento de 25,6% no mês de agosto no Distrito Federal. O índice ficou acima da média nacional (19,3%), superior a destinos como São Paulo (15,8%), Rio de Janeiro (15%), Santa Catarina (16,3%) e Pernambuco (12,7%).

 

Os dados da Inframerica também são positivos. De acordo com a administradora, o Aeroporto de Brasília já recuperou 65% do movimento antes da pandemia. Só em outubro, foi registrado um fluxo de 792.683 passageiros e 7.816 voos. O aumento de passageiros foi 26,6% a mais que setembro e 1.649% a mais que em abril, quando registrou o pior movimento dos últimos 25 anos. “Nós tomamos diversas medidas sanitárias para o enfrentamento da Covid-19. Embarcar está diferente, mas queremos que os nossos passageiros se sintam tranquilos ao viajar por Brasília. Contudo é necessário que o viajante também faça a sua parte. Respeite o distanciamento, não forme filas sem necessidade, utilize a máscara corretamente durante todo o período no terminal ou no voo e higienize sempre suas mãos“, recomenda Rogério Coimbra, diretor de assuntos corporativos da Inframerica. Por conta dessas importantes ações que vem adotando, a administradora foi reconhecida pelo Conselho Internacional de Aeroportos (Airports Council International – ACI), que credenciou o aeroporto brasiliense com a Airport Health Accreditation (AHA), certificação de boas práticas em medidas sanitárias. A certificação comprova que a administradora implementou nos últimos meses os procedimentos sanitários necessários para atendimento do bem-estar de passageiros e funcionários.

 

 

Em terra, o setor turístico também está preparado. O selo “Turismo Responsável – Limpo e Seguro”, lançado pelo Ministério do Turismo, já pode ser visto nos hotéis da cidade. É um incentivo para que os consumidores se sintam seguros ao viajar e frequentar locais que cumpram protocolos específicos para a prevenção da Covid-19. “Fomos o primeiro hotel do Brasil a obter o selo. Ele posiciona o empreendimento como um local seguro e preparado para atender o novo perfil de turista”, explica Otto Sarkis, sócio-fundador e diretor da rede de hotelaria Hplus, representante de 10% de toda a disponibilidade hoteleira do DF, mais 23% no segmento de Flats.

 

A secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, lembra que a capital federal saiu na frente no combate à Covid-19 e o turismo segue com todos os protocolos de segurança no combate à pandemia. “O nosso governador, Ibaneis Rocha, saiu na frente e desde o início implementou medidas efetivas para proteger a nossa população. Com segurança e responsabilidade, o turismo no DF está preparado e o GDF não tem medido esforços em ações para promover Brasília e oferecer atrações para diferentes idade e perfis, seguindo as normas de segurança recomendadas”, afirma a secretária.

 

Passear ao ar livre pela capital federal é viver uma experiência. Com prédios, monumentos e um traçado urbano conhecido em todo o mundo, a cidade oferece inúmeras opções de turismo, como visitas às obras do arquiteto Oscar Niemeyer e do urbanista Lucio Costa, além de um fantástico roteiro cultural, com design, gastronomia e passeios por parques naturais e cachoeiras, muitos ainda desconhecidos. “É o novo olhar do turismo, que estamos mostrando, não só aos nossos visitantes, mas também aos próprios moradores que estão redescobrindo nossa cidade. As atrações e pontos turísticos divididos entre suas áreas urbanas e rurais fazem da capital um destino com diversas opções, com locais históricos, templos religiosos, centros culturais e tesouros naturais”, destaca Vanessa.

 

 

 

 

Para orientar os visitantes a experimentar todos os pontos imperdíveis da capital, a Secretaria de Turismo criou sete guias para a Coleção Rotas Brasília. Disponível on-line no site da Setur-DF, os passeios contam com a Rota Fora dos Eixos; a Rota do Cerrado, que inclui o Parque Nacional de Brasília e o Parque da Cidade Sarah Kubitscheck, um dos maiores parques urbanos urbanos do mundo e o maior da América Latina, oferecendo aos visitantes quadras de esporte, pista de caminhada e atrações exclusivas para as crianças, como o Nicolândia e o Parque Ana Lídia. A Rota da Paz, com o belíssimo Santuário Dom Bosco, o Mosteiro de São Bento, a Mesquita do Centro Islâmico e a Catedral, um dos principais cartões-postais da cidade, também está na coleção da Setur-DF.

 

Há ainda a Rota Cultural, a Rota Náutica, Cívica e Arquitetônica. Neste último, um tour pelas obras e monumentos que fazem de Brasília um marco da arquitetura mundial. Entre as opções do passeio, o Palácio da Alvorada, com suas famosas esculturas “As Banhistas”, de Alfredo Ceschiatti, e o “Rito dos Ritmos”, de Maria Martins; a Universidade de Brasília, projetada em 1962, pelo arquiteto Oscar Niemeyer, em parceria com o urbanista Lúcio Costa e o arquiteto João Filgueiras Lima, o Lelé; e a Ponte Juscelino Kubitschek, um dos mais impressionantes monumentos da capital, devido à sua qualidade estética. Projetada pelo arquiteto Alexandre Chan, a Ponte JK foi inaugurada em 2002. Seus arcos assimétricos figuram o movimento de uma pedra quicando sobre o Lago Paranoá, local favorito para prática de esportes náuticos, reunindo ainda em sua orla uma grande variedade de restaurantes e atrações ao ar livre.

 

 

O roteiro arquitetônico chamou atenção de Newton Belcastro. Em novembro, o empresário que mora no Rio de Janeiro, trocou uma viagem pela América Latina para desbravar a capital do Brasil pela primeira vez. “Eu já tinha passado rapidamente por Brasília por conta de uma escala no aeroporto, mas nunca tive tempo de conhecer a cidade, uma das mais belas do mundo. Sua arquitetura moderna é diferente. Encantei com a Catedral e a noite, iluminada, é um esplendor de beleza. A hospitalidade, a excelência dos hotéis com preço justo e qualidade, são outros pontos positivos. Troquei uma viagem pela Argentina e Chile para conhecer Brasília e não me arrependo”, revelou o empresário, que aproveitou para conhecer o Centro de Atendimento ao Turista localizado na Casa de Chá, na Praça dos Três Poderes. Um verdadeiro espaço de convivência, no qual os visitantes podem receber todas as orientações sobre o que fazer na cidade.

 

Escolhas como a de Newton fazem com que a capital federal seja considerada como um dos destinos mais promissores para a temporada, que deverá ter o turismo doméstico como principal força. A razão: a população brasileira deve optar por viagens nacionais neste primeiro momento e isso reflete na capital do país. Dados do Google Trends entre 8 e 14 de novembro, por exemplo, mostram que a expressão “o que fazer em Brasília”, no sistema de busca na internet, já alcançou 76%.

 

A capital federal também é a escolha de Indira Leitzke de Castro para as festas de fim de ano. Residente em João Pessoa, Paraíba, ela está de malas prontas para reencontrar a família. “Nos últimos anos, tenho viajado para o exterior para passar o Natal e o Reveillon. Ano passado, por exemplo, fui com a família para Lisboa, Portugal. Mas dessa vez, resolvemos nos encontrar em Brasília, uma cidade que amamos. Além da localização privilegiada, o que facilita a locomoção e a possibilidade de reunir todos de casa, mesmo os que moram em Estados mais distantes, a capital é cheia de atrativos ao ar livre, como o Parque da Cidade e o Lago Paranoá. Ótimas opções para nos divertirmos, ainda mais agora, em tempos de pandemia”, indicou Indira. “Vou de avião e estou muito confiante em relação aos protocolos de segurança e a atenção com que o governo está conduzindo essa retomada”, concluiu.

 

 

Serviço:

Para o download da Coleção Rotas Brasília, basta acessar o site da Setur-DF no link

http://www.turismo.df.gov.br/colecao-rotas-brasilia/