Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/06/21 às 22h25 - Atualizado em 30/06/21 às 10h47

Voo inaugural da Itapemirim consolida Brasília como eixo do turismo interno

COMPARTILHAR

 

Capital destaca sua posição entre os destinos mais procurados do país ao ser escolhida para o batismo da mais nova empresa aérea nacional

 

O voo inaugural da Itapemirim Transportes Aéreos (ITA) saiu nesta terça-feira (29) do Aeroporto de Guarulhos com destino a Brasília e consolidou a capital como um eixo forte do turismo interno e um dos destinos mais procurados do país.

 

Imagem histórica do voo inaugural da Itapemirim | Foto: Claudio Gerber / Setur

 

A cerimônia comemorativa da primeira viagem de um A320 da Airbus, nas cores amarelo e preto, foi marcada pela presença de autoridades do setor de Transporte e de Turismo do governo federal, do Distrito Federal e de outros estados, além de parlamentares.

 

A bordo do primeiro voo, estavam o presidente da companhia, Sidnei Piva, diretores, colaboradores, familiares e convidados. Eles desembarcaram no hangar 32 do Aeroporto Internacional Juscelino Kubistchek para comemorar o batismo de águas da aeronave, símbolo de novo marco na trajetória da  empresa, já consolidada no transporte rodoviário.

 

Dentre os convidados estavam o presidente da Inframérica (que opera o Aeroporto de Brasília), Jorge Arruda; o presidente da Embratur, Carlos Brito; o presidente da Infraero, Hélio Paes Júnior; a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça; e os secretários de Turismo da Bahia e do Rio de Janeiro, Maurício Bacellar e Gustavo Reis, respectivamente.

 

Secretária Vanessa Mendonça (Setur-DF) e o presidente da Itapemirim Transportes Aéreos, Sidnei Piva: retomada do tráfego aéreo | Foto: Claudio Berger / Setur

 

Legado e reinvenção

 

O presidente da ITA, Sidnei Piva, destacou o legado deixado pelo empresário Camilo Cola, que fundou a Viação Itapemirim em 1953. Também enumerou as dificuldades que superou após assumir a gestão do grupo, em 2016, trabalhando arduamente, se reinventando e acreditando nos seus sonhos.

 

“Quando falei que entraria para o transporte aéreo fui chamado de louco, alucinado”, afirmou o presidente da ITA. “Mas fui atrás de cada pedacinho desse sonho que eu estava construindo com a minha equipe. Começamos a liderar novamente o mercado rodoviário e um sonho nunca morre”, emendou.

 

Sidnei Piva fez referência a uma frase de reconhecimento ao desafio superado que recebeu da secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça. “Me disse, numa reunião em Brasília, [uma frase] que me marcou profundamente, que marca todos vocês aqui e que marca a nossa conquista: ‘Sem saber que era impossível, você foi lá e fez’”, recordou.

 

Sidnei Piva ressaltou ainda que uma empresa não consegue se construir por completo se não tiver parcerias. “Um dos nossos maiores parceiros são as agências de turismo, os profissionais do turismo. Nós estamos no melhor momento do país, estamos saindo da pandemia da covid-19 pela vacinação e estamos construindo a história. Então, o Turismo pode contar com a Itapemirim, e a Itapemirim conta com o Turismo. Nós precisamos do Turismo para crescer”, afirmou.

 

Para o presidente da Inframérica no Brasil, Jorge Arruda, a entrada do Grupo Itapemirim foi um ato de coragem e que o momento escolhido para o início das atividades é estratégico para o setor, tanto pelo empenho do governo federal para a retomada do tráfego aéreo quanto para a retomada do turismo interno. “A Itapemirim não vê limites na terra nem no céu”, reforçou.

 

Vanessa Mendonça e dirigentes da Embratur no interior da aeronave da ITA. que tem entre seus diferenciais mais espaços entre as poltronas

 

Retomada econômica

 

Ao falar na cerimônia, a secretária de Turismo do DF afirmou  que a chegada do voo da Itapemirim marca um novo modelo de conexão e que Brasília se consolida como um hub (eixo) forte hoje para o turismo interno. Além disso, a secretária declarou que o turismo no Brasil e em Brasília será a grande virada de chave para a retomada econômica.

 

“A nossa capital é a janela de entrada do Brasil e agora, a partir de Brasília, com a Itapemirim, nós vamos fortalecer esses destinos regionais e mostrar que a nossa cidade vai muito além do que as pessoas podem imaginar”, destacou Vanessa Mendonça.

 

Para a gestora pública, o início das operações da Itapemirim por Brasília tem um significado relevante. “A Itapemirim inaugurando suas atividades por Brasília é uma demonstração de que o futuro  é agora, de que o turismo já está numa retomada  forte e que Brasília é o centro para uma experiência única como destino turístico para todos os brasileiros. Estamos de asas abertas para a Itapemirim. Assim, convido todos a conhecerem a sua capital”, acentuou.

 

Pesquisa realizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) apontou que, em maio, o Aeroporto Internacional de Brasília ficou em terceiro lugar entre os aeroportos do país com maior movimentação de passageiros, próximo de Viracopos, em Campinas (SP); e atrás de Guarulhos.

 

A320 da Airbus recebeu batismo de águas no Aeroporto Internacional de Brasília; esse é uma das quatro primeiras aeronaves da ITA

 

Voo, aeronaves e diferenciais

 

A ITA inicia suas atividades com sete destinos: Brasília, São Paulo, Salvador, Porto Seguro, Curitiba, Porto Alegre e Confins. Além disso, a companhia aérea pretende atender 35 destinos até 2022. No momento, a empresa conta inicialmente com 4 aviões A320, que transportam cada um o total de 162 passageiros. A previsão é chegar a 40 unidades de A320 e 10 aeronaves A319, que transportam 144 pessoas.

 

O presidente Sidnei Piva anunciou que a empresa contará com alguns diferenciais, como maior espaço entre os bancos de passageiros, serviço de bordo com a melhor qualidade do mercado e despacho gratuito da primeira bagagem de até 23 quilos.

 

“Estamos iniciando com 2 mil funcionários dedicados, trazendo o desejo de voar. Vamos colorir o céu do Brasil, vamos levar todos para todos os estados. Somos um novo jeito feliz de voar”, concluiu.